Regularização Eleitoral evita dor de cabeça em ações de eleitores

Próximo de períodos eleitorais é comum que os tribunais eleitorais comecem a ficar mais movimentados. Isso acontece porque é geralmente nessa época que são lançadas campanhas sobre regularização eleitoral dos cidadãos.

Regularização Eleitoral evita dor de cabeça em ações de eleitores

Manter a situação eleitoral regularizada é importante pois a falta de atenção a esses termos pode vir carregada de inconveniente para o eleitor. Entre as desatenções mais comuns registradas nos últimos anos por tribunais eleitorais foram: A falta de cadastramento de biometria, obrigatória em todo estado brasileiro desde 2018 e a não justificativa de voto em casos de ausência no dia dos pleitos passados.

Cada uma das situações citadas podem acarretar cancelamento do título de eleitor, e essa não é uma situação positiva para aquelas pessoas que precisam concluir algumas ações rotineiras.

Quem está com o título eleitoral cancelado fica impedido de: concluir matrículas em instituições de educação pública; tirar passaporte; conseguir empréstimo ou financiamento em instituições financeiras públicas além de vários outros empecilhos.

Então para evitar dor de cabeça antes das eleições, procure saber como regularizar a sua situação eleitoral. A boa notícia é que muitos dos procedimentos podem ser realizados online nos sites dos TREs e TSE sem precisar sair de casa. Esses são os casos das quitações de multas, agendamento de cadastro biométrico, justificativa eleitoral, entre outros.

Mas atenção, o prazo para realizar esses procedimentos de regularização acabam 180 dias antes das eleições. Sendo assim, é importante ficar atento aos prazos divulgados pelo TSE para a data limite de normalização da situação do eleitor. Após essa data, apenas alguns serviços ficam disponíveis até o período de eleições entre eles a emissão da segunda via do título eleitoral.

Para quem tem dúvida se está com a situação regular, basta acessar o site do Tribunal Superior eleitoral e fazer uma consulta através do número do título de eleitor. caso esteja irregular, procure o TRE do seu estado.