O que é o “Dólar Blue” vendido no mercado ilegal na América Latina?

O dólar blue, dólar paralelo ou dólar preto, são eufemismos que são utilizados no Brasil para se referir ao dólar norte-americano comprado ilegalmente no mercado negro. Costuma ter uma taxa de câmbio que está muito acima do dólar oficial, mas você não encontra este tipo de cotação na internet, somente a do dólar turismo e comercial como pode ser consultado no http://cotacaodolar.com.br/

Este conceito começou a ser usado no país sul-americano em 2011, como resultado das restrições, sob o governo de Cristina Fernández de Kirchner, para a aquisição de moeda estrangeira impostas pela Administração Federal de Receitas Públicas e o Banco Central da República Argentina.

DIFERENTES DENOMINAÇÕES DO DÓLAR

Dólar oficial: é o valor do dólar que é feita por parte do governo nacional.

Dólar blue: é o valor do dólar que se paga no mercado paralelo.

Dólar econômica: é o valor do dólar que se paga por compras realizadas com cartão de crédito no exterior do país, ao aumentar a taxa a conta do Imposto de renda de 15 a 20 por cento, generalizado, também, às operações em pesos realizadas a partir do país para o exterior.

Dólar fuga: é o valor do dólar que empresas e compradores atacadistas estão dispostos a pagar através da negociação conhecido como ‘vista com liquidação’ por que se vendem ações de empresas argentinas cotistas na Bolsa de Nova York. Assim, obtêm na praça dólares livres de restrições oficiais, mas a um preço muito mais elevado.

Mais informações no http://cotacaodolar.com.br/